terça-feira, 22 de março de 2011

puzzle.

Não, não me perguntes o dia em que o meu coração começou a querer a posse do teu. Não, não me perguntes quando é que as borboletas me começaram a desinquietar. Não me perguntes um dia exacto, um momento, ou uma qualquer palavra que tenha causado isso. Eu acho que elas sempre estiveram lá, e que o amor que por ti tenho, sempre esteve à espera para te ser dado a ti. E olha que eu não sou nada dada a destinos e essas coisas, mas desta vez eu acredito que tenha sido isso. Mas mesmo assim, não me perguntes quando é que começaste a viver dentro de mim, e quando é que eu comecei a sentir saudades tuas, e quando é que eu te comecei a querer sempre dentro de mim. Fazes-me bem pequenino. Fazes-me muito bem. E eu não me canso nunca de o dizer, nem nunca me canso de te falar, porque para ti as palavras nunca faltam, e embora às vezes pareça, elas nunca faltam. O meu coração nunca deixa que isso aconteça, e ele tem sempre tanto, tanto para te dizer. Mas nunca diz. Não precisa, nem nunca será preciso, porque tu sabes ver isso de outras formas. E é isso, uma das coisas que me fazem querer-te e amar-te mais e mais. É que tu sabes como fazer e dizer as coisas, e nunca me destruíste o coração propositadamente. Oh, e como eu gosto de chegar a estas alturas em que me ponho a reflectir sobre o que somos e fomos. E nós somos apenas dois grãozinhos de areia, mas com tanta, tanta cor. Daquela areia que misturada dá uma textura suave, sabes? É assim que nós somos. Duas metades, com medos, com inseguranças, com mágoas passadas, e com gostos bastante distintos. Mas somos duas metades que nunca viram costas, e que de alguma forma se encaixam. É, é isso, somos um puzzle. Mas o nosso puzzle só tem duas peças: Eu e tu. E sabes que mais? Eu adoro puzzles, mas este é o meu preferido.

8 comentários:

  1. Desnecessário será dizer que o texto está maravilhoso pois tu já o sabes $:
    Ai mostra-lho, mostra-lho!

    « E olha que eu não sou nada dada a destinos e essas coisas, mas desta vez eu acredito que tenha sido isso. » - Foi a minha parte preferida. Realmente, parece que o amor sempre existiu em nós e fica à espera do momento certo para sair.

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  2. Gosto, gosto e gosto !
    É bom saber que estás feliz , mereces :)

    ResponderEliminar
  3. LINDO, LINDO, LINDOO *.*
    tens mesmo jeitoo :c
    e ainda bem que estás feliiz (:

    parabéns (:

    ResponderEliminar
  4. ó amor, tu sabes bem. As coisas sao como sao, e um dia isto passa.
    E enquanto a ti, estou tão feliz, por estares assim: bem. Mereces, mereces muito
    Gosto muito de ti, minha grande de coração de mel <3

    ResponderEliminar
  5. É, ainda tenho o coração nos cuidados intensivos(:
    Espero que sim (: . Sabes bem que vou estar aqui sempre, para te apoiar nos momentos maus, e pular contigo nestes momentos bons. Sempre <3

    ResponderEliminar

pégadas.