segunda-feira, 14 de março de 2011

fica, fica, fica.


É, eu gosto de dormir do lado contrário do coração, para que possas abrir a porta do meu coração durante a noite e te possas deitar a meu lado. E gosto tanto. Gosto que marques sempre presença nos meus sonhos. Gosto do quentinho que forneces ao meu coração e do alívio que me dás aquando de um abraço. Gosto da sensação de protecção que os teus braços exercem sobre o meu corpo e sobre a minha alma. E nada me sabe tão bem do que os teus braços em volta do meu corpo, emaranhados e fortemente seguros em mim. Não há nada mais gratificante do que este tão simples e nobre gesto. Sabes? És o meu pequeno, mesmo que na realidade tenhas quase o dobro do meu tamanho. Continuas a ser pequeno. Cabes-me na mão, e no bolso, e mais do que isso, cabes e ocupas maioritariamente o meu coração. És a minha caixinha de música. Sempre tão cheia de compassos. Sempre tão presente e de coração, mesmo que o teu coração seja por ele próprio um labirinto. Mesmo que para o compreender, sejam precisos mil manuais de instruções. Oh meu bebé, tens noção do quanto és em mim? :’))
 
 Mensagem enviada e entregue. A resposta? não precisa de ser divulgada.

11 comentários:

  1. o meu não está assim tão mau, o que até parece nas fotos. (x

    ResponderEliminar
  2. GOSTO MUITO!
    ja agora como se chama esta musica tão linda sff? *_*

    ResponderEliminar
  3. Lindo como sempre, nem preciso dizer mais nada +.+

    ResponderEliminar
  4. oh, obrigada querida (:
    escreves mesmo muito bem *_*

    ResponderEliminar
  5. Obrigada *
    Oh, está mais ou menos, já me estou a habituar mas morro de saudades do meu cabelo grande (a)

    ResponderEliminar

pégadas.